Domingo, 9 de Março de 2008

O Alentejo em Lisboa... e a regressão na evolução

Ontem fui até à Casa do Alentejo em Lisboa.
Lá fui conviver (e participar, também... mas isso fica para outro dia) com o pessoal lá da minha zona que faz parte dum espectáculo intitulado "A Serra Vai à Vila" (ou "à Cidade", dependendo do local onde se for), organizado pelo meu bom amigo Sr. Antero Silva. Uma actuação para uma sala, na sua esmagadora maioria, composta por mulheres (Dia Internacional, e coisa e tal...). Antes disso, um almoço nada mau (quer dizer, não é que caldeirada de safio seja mau, mas se tivessem feito uns grãos com bacalhau se calhar a malta apreciava mais... mas convém que se diga que o repasto não era só para os artistas, era também para as senhoras que estavam presentes e que iam ser o auditório), e, depois do repasto, uma idazinha à Ginginha para meia-dúzia de colegas da serra... já se sabe: é da praxe. Ainda deu para se ir dar um olhinho à manifestação de professores que passava, ali não muito longe de nós.
O programa foi bom, os artistas estiveram bem, o som no palco não seria essa grande espingarda, mas o prestígio da malta da serra de São Martinho saiu imaculado de mais esta prova (gostava de colocar provas audiovisuais do que estou a afirmar, mas o meu material de recolha ficou em casa. Eu sou assim).
Agora vem a parte gira. Depois da actuação principal (sim, porque depois, quem quisesse ir actuar para o palco podia ir à vontade, tocar acordeão, harmónica, o que fosse), estava previsto um lanchinho noutra sala, por detrás do palco, para as pessoas irem petiscando. Ora bem...
É nestas alturas em que os Criacionistas perdem toda a razão. Eu e a minha malta já estavamos naquela sala (ou salão, acho que é mais adequado) a fazer aquilo que eu gosto de chamar o "bota-fora" - a discutir o que correu bem e o que correu mal -, mas quando se disse ao auditório que estava na sala ao lado uma mesa com uns rissolinhos, uma suminhos, um queijinho, , e outras coisas tais... caiu lá tudo que nem abutres a limpar um cadáver. E aos encontrões. E aos palavrões. Como se não vissem comida há meses. Como se precisassem daqueles acepipes para sobreviver. Cada um mandou a sua dignidade e a sua humanidade às urtigas e retrocedeu aos seus instintos mais primários.
Quando o festim acabou, eu e a minha malta, que estavamos apreciando aquilo como se fôssemos o Sir David Attenborough, decidimos "bater em retirada", e acabámos por ir beber imperiais e "tulipas" à Gambrinus (outra visita da praxe)... e acabámos a tarde a esmagar uma orelhinha de porco no bar da Casa do Alentejo.
E assim se passou um dia da Mulher. A ver mulheres (principalmente, porque também havia lá homens) transformarem-se em criaturas pré-evolução. Enfim.
Somos todos humanos.

Engendrado por Nettwerk van Helsing às 12:00
Ligações a esta porcaria | Atirar pedrada | Emoldurar disfunção
|
1 calhau:
De daplanicie a 11 de Março de 2008 às 19:32
Já me ri a imaginar a cena!! Também já vi senhoras com a mania que são finas perderem a compostura com uma chamuça ou uma quiche de espinafres. LOL
Cumprimentos


Vá, mais um calhau que o bicho ainda mexe!

Descrição do paciente

Procurar disfunção

 

Julho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
13
15

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Loucuras recentes

Sobre a mudança

Sobre as pedaladas

Sobre os novos acessos

Sobre o alcatrão portajad...

Sobre os carris

Sobre o Verão

Sobre a passagem do tempo

Sobre a viragem

Sobre a paixão

Sobre as moscas

Sobre as laranjas maduras

Sobre o The Wall

Sobre os entusiastas

Sobre o material circulan...

Teste

Sobre as novas pragas da ...

Fifada do dia (XXII)

Sobre a esperança

Sobre a excomungação de v...

Sobre a crise

Loucuras antigas

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Outubro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Ligações ao mundo exterior

subscrever feeds